Trauma Dentário

0 Comentáros
108
18 jan 2022

As lesões traumáticas que acometem dentes e tecidos adjacentes são comuns na infância, podendo causar dor, danos estéticos, funcionais e psicológicos à criança.


Na primeira infância é muito comum, principalmente, quando as crianças estão dando os primeiros passos, pois, podem cair e bater a boca. Nesta fase, as alterações causadas ao dente de leite podem ocorrer até alguns meses após o trauma. Portanto, recomenda-se o acompanhamento clínico e radiográfico até a troca dos dentes.

Já na segunda infância, as causas mais comuns são as quedas e os esportes, e se dão, principalmente, nas escolas ou na própria casa, acometendo os dentes superiores e anteriores (dentes da frente).

Nesta faixa etária, as fraturas ou perda desses dentes podem afetar a autoestima da criança e do jovem, uma vez que pode prejudicar a fala e a aparência facial, além de influenciar em aspectos emocionais e comportamentais.

Consideram-se lesões traumáticas dentárias desde uma simples fratura em esmalte até a perda definitiva do elemento dentário.

⚠️ A negligência em relação ao tratamento odontológico após o traumatismo dentário pode ter sérias consequências como reabsorções nas raízes e a perda do dente.

Por isso, mesmo que aparentemente não tenha havido dano ao dente, uma avaliação feita por um profissional especializado é recomendada assim que possível, de preferência, logo após o trauma, pois o atendimento emergencial para dentes traumatizados é fundamental para o sucesso do tratamento.
0.0
Última Modificação: -/-
Artigos Relacionados: Trauma dentário e tratamento

Sem comentários ainda...

Deixe um Comentário

Seu e-mail não será publicado, fique tranquilo.

Localização no Mapa

Informações

Rua 05, Nº 691, Sala 1205, Edifício The Prime Tamandaré Office, Goiânia-GO, Brasil
(62) 3215-3977
(62) 9 9423-5651
contato@elisandragavaodontologia.com.br

Redes Sociais